terça-feira, 29 de março de 2016

Diário de Um Missionário Mórmon – 6ª Parte

http://osmormons.com/diario-de-um-missionario-mormon-6a-parte/
Fortaleza 1978




Diário de Um Missionário Mórmon – 6ª Parte

Diário de Um Missionário Mórmon: A 1ª parte desta série você encontra aquiA 2ª aqui. A 3ª aquiA 4ª aqui , e a5ª parte aqui.
Antes de prosseguir com as citações do meu diário, gostaria de falar um pouquinho do Elder Waddingham (que era um dos 4 missionários que estavam em Fortaleza quando servi lá). Pois bem, o Elder Waddingham sofreu um seríssimo acidente de bicicleta. Não falou nada para a família dele sobre o acidente.
Em vez disso, depois que ficou totalmente curado, encaixotou todas as roupas ensanguentadas que usava quando sofreu o acidente, e mandou para a casa dele com um aviso: ”Não abrir enquanto eu não voltar para casa”. E os parentes não abriram mesmo a caixa!!!!
Só com os americanos mesmo, para acontecer uma história dessas…
Continuando a minha saga missionária.
Não sei quantos leitores ainda estão acompanhando essa série, mas ainda tenho muitas histórias para contar, e acho que quem estiver lendo não vai se arrepender (assim espero).
Vamos em frente, então!
Dia 26.Junho.1978- Segunda-Feira. “Vou escrever hoje sobre assuntos bem importantes. E o mais importante é BATISMOS! Domingo que vem nós teremos várias pessoas que serão batizadas: Marcos, Márcio, Márcia e Cláudio (todos da mesma família); Dona Raquel (mãe da Jaqueline e Carlinhos); Leila (irmã do Francisco Barbosa); Paulo e Tereza. Serão oito os (que serão) batizados. Nós estamos ensinando e preparando-os para entrarem (no) Reino de Deus na terra, já há alguns dias, e vamos terminar de ensiná-los nesta semana, as palestras básicas. Oro ao Pai Celestial (para) que todos eles possam realmente ser batizados.”
Na continuação das minhas anotações desse dia, eu conto experiências que o Marcos e o Paulo, que seriam batizados, tiveram, no passado, com espíritos.
(Eu tinha a impressão de que todos os que moravam em Fortaleza tinham experiências com espíritos, tal a quantidade de relatos que ouvíamos! Mas claro que isso é exagero, pois nem todo mundo de lá, tinha essas experiências.)
…O Paulo viu uma vez no portão da casa dele um homem que deu um passo para trás e sumiu na frente dele! E num lençol que o Paulo trazia, quando foi atender tal homem, apareceram 3 nós, que foram muito difíceis de desatar”.
Porque o Paulo foi atender o tal homem que sumiu na frente dele com um lençol na mão, eu não faço a mínima ideia! Só sei que foi assim…
O Paulo também viu, durante muitos dias, um espírito que o acompanhava por todo lugar (em que ele ia). O estranho é que esse espírito só tinha a parte de baixo do corpo!”
Se você, leitor, já está de cabelo em pé com o que leu acima, calma porque têm mais.
…O Marcos contou-nos que viu numa noite, um espírito horrível, grande, com uma capa negra, mãos grandes, unhas enormes, de olhos inteiros vermelhos, que, estendo-lhes os braços, dizia: – Vem, vem! Após muito custo, o Marcos conseguiu fechar os olhos e orar a Deus. Aí a “Coisa” sumiu”.
Esse personagem que o Marcos viu parece até o Zé do Caixão, aquele ator de filmes de terror…
Turismo grátis
Mas não foram só histórias de espíritos que eu escrevi naquele dia, no meu Diário:
A irmã e o cunhado do Elder P. apareceram aqui em Fortaleza (numa viagem de) turismo e nos levaram para um monte de lugares turísticos (de Fortaleza). Um deles foi a Praínha”.
Não sei dizer quantas regras “quebramos” ao aceitar tal passeio, mas valeu a pena!
Depois de tantos anos, hoje não lembro mais dessas coisas que estou escrevendo, e essas histórias só foram preservadas porque estão escritas no diário!
Mas tem mais! “Hold on! (Aguente firme, como dizem os americanos!):
Dia 02.Julho.1978.Domingo.
Hoje foi um dia super especial. Eu tive o privilégio de entrar nas águas e batizar cinco pessoas: TEREZA ALVES FEITOSA, MÁRCOS AURELIO LOPES, FRANCISCO JUCELO CAMPOS BEZERRA, PAULO IRAN MACHADO E LEILA KÁTIA BARBOSA MOREIRA.
…Foram confirmados pelos Elder P., Irmão Day, Pres. Antenor, Elder P. e Irmão Rubens.”
Sete dias depois, no outro domingo, tivemos mais dois batismos, que foram os últimos que tive m Fortaleza.
Dia 09.Julho.1978. Domingo.
Hoje eu batizei duas pessoas: MÁRCIO JOSÉ HOTTUM DA SILVA, e RAQUEL FREIRE DE BARROS.
O Márcio foi confirmado pelo Irmão Day e a Raquel pelo Elder P.
Estas duas pessoas são muito boas: A Dona Raquel é mãe do Carlos e da Jaqueline (que eu e o Elder Carlson ensinamos). O Márcio têm muitos irmãos que logo serão batizados.”
E realmente quatro irmãos do Márcio Hottum foram realmente batizados logo: a Márcia, Mônica, Marcelo e o Cláudio, que hoje é o Bispo Cláudio (ele também já serviu na Presidência da Estaca Jacarepaguá.)
Foram dias muito especiais em Fortaleza, mas logo eu seria transferido para Campo Grande, no Rio de Janeiro, de onde tenho alguns amigos até hoje, como o Alex Pereira.
artigo de Luiz Polito

Nenhum comentário:

Postar um comentário